Silvia Cintra + Box4

Cinthia Marcelle na galeria Secession, em Viena10 Out 2014

Cinthia Marcelle costuma intervir em espaços públicos com obras que transformam ações cotidianas em eventos poéticos. Vídeo e fotografia são os principais meios artísticos escolhidos pela artista. Várias vezes, ela "explorou a ruína como uma alegoria da história, divorciada de qualquer concepção de beleza, com base na compreensão de Walter Benjamin de que a história é um processo de declínio inexorável


Um material recorrente em sua obra é a poeira. Na sua instalação de "Dust Never Sleeps" (2014), exposta na galeria Secession, em Viena, Áustria, Cinthia Marcelle transforma uma sala da galeria, a Grafisches Kabinett, em um espaço aparentemente abandonado, onde tudo chão, paredes, teto, janelas, portas e luminárias - é totalmente coberto com fuligem preta. A mágica acontece em como Marcelle cria parte destacadas nessa poeira, variando a densidade das camadas acumuldas, até formar uma espécie de desenho. Apenas um estreito corredor permaneceu em branco, por onde passam os visitantes



Além de "Dust Never Sleeps", a artista traz outras duas obras - "Temporário" e "The Tempest" - para a mostra, que vai até 2 de novembro

Quer saber mais? Visite o site da Secession (em inglês ou alemão). 


Notícia Anterior Próxima Notícia