Silvia Cintra + Box4

Último mês da mostra "Pouco a Pouco", de Marilá Dardot04 Jun 2014

Nove obras de Marilá Dardot ocupam a Galeria Laura Alvim desde junho de 2014, na exposição Pouco a Pouco, e sintetizam os últimos seis anos da carreira da artista mineira. Pela primeira vez estão reunidas em um mesmo espaço trabalhos de diferentes fases da artista.  Para ela, é um momento para perceber como, ao longo dos anos, a coerência em sua carreira foi sendo construída.

Para Dardot - que se formou em Comunicação Social nos anos 70 e sempre esteve ligada às Letras -, essa individual trata fundamentalmente da linguagem. "É através dela que nos conectamos com o mundo, nos comunicamos, discordamos e concordamos. Ela está sempre intermediando relações", define. Em Pouco a Pouco, Marilá se relaciona com outros autores, em trabalhos que exploram geometria, cor, tempo e literatura. Os versos de poetas como João Cabral de Mello Neto, Manoel de Barros, Murilo Mendes, Paulo Leminski e Gertrude Stein estão na obra Cores, nomes (2013-2014). 

Já na obra ++, de 2002, plantas brotam em meio ao texto da crítica de arte e teórica Rosalind Krauss, fazendo com que cada semente colocada sob uma letra, ao crescer, desorganize e desconstrua o que estava previamente escrito. No fim, os visitantes podem levar as mudas de planta para casa. "A arte precisa afetar as pessoas e provocar sensações. Meu trabalho é sensorial. Quero provocar", diz Dardot. 

Ainda dá tempo de visitar a mostra: a exposição permanece em cartaz até 17 de agosto. Não percam!






Notícia Anterior Próxima Notícia